Durante fiscalização, Polícia Militar Ambiental de Costa Rica prende pescadores de SP com pesca ilegal e carne de jacaré

a Polícia Militar Ambiental de Costa Rica realizava uma fiscalização na BR-359, região do Cafezinho, nos limites do município de Costa Rica, quando conseguiu prender 4 pescadores paulistas da cidade de Ibirá/SP que transportavam pescados irregulares e carne de jacaré.

Os infratores estavam divididos em dois veículos, sendo uma VW/Saveiro conduzido pelo mecânico  A.A.C., de 57 anos, que acompanhado de seu filho C.C., de 25 anos, que transportavam na carroceria do veículo vários pescados das espécies cachara, pacu, jurupoca e dourado envoltos numa lona plastica.

Durante conferência, foi verificado que os pescados estavam irregulares, pois vários exemplares foram capturados não respeitando o tamanho mínimo exigido pela legislação.  Os dois dourados mediam 60 centímetros e o outro 53 centímetros quando o estabelecido pela legislação é 65 centímetros o mínimo.

Além disso, eles traziam quatro cacharas (Pseudoplatystoma fasciatum), sendo que três estavam também irregulares, pois não respeitavam o tamanho mínimo para captura que é de 80 centímetros, sendo respectivamente 67, 71 e 72 centímetros.

Já no outro veículo, um GM/S10, conduzido pelo Pedreiro J.C.G.F, de 38 anos, e o empresário C.C.C., de 29 anos, foi encontrada uma posta de carne de animal silvestre da espécie jacaré de mais ou menos 2 Kg, além de 104 anzóis-de-galhos, que segundo o motorista esses petrechos são usados para pesca profissional.

Diante dos fatos, todos receberam voz de prisão, foram encaminhados para a delegacia de polícia civil de Costa Rica e autuados em flagrante por pesca predatória e pela caça de animal silvestre.

Os infratores que transportavam carne de jacaré foram autuado com multa administrativa no valor de R$ 5.000,00 (Cinco mil reais), cada um, e os integrantes da WV/Saveiro foram autuados em R$ 1.360,00 (Um mil trezentos e sessenta reais). Eles pagaram fiança na madrugada de domingo (dia 22) e já estão em liberdade.

A Polícia Militar Ambiental de Costa Rica contou com a participação da Polícia Militar e GTO da cidade.

 

 

Fonte: MS Todo Dia

Comentários

Comentários