Avião caiu a poucos metros de escola onde havia mais de 100 crianças em Rio Preto

Técnicos do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) deram início, na manhã desta terça, à investigação da queda do monomotor sobre uma casa em São José do Rio preto (SP). O acidente foi nesta segunda-feira (9) e matou as três pessoas que estavam na aeronave: o piloto William Rayes Sakr, de 58 anos, o médico Allyson Lima Verciano, de 33, e o empresário Caique Caciolato, de 25 anos.

Ainda não há informações sobre o que teria causado a queda repentina da aeronave. O avião continua no quintal da residência e deve começar a ser desmontado e levado a São Paulo para análise. O local ainda está interditado e também ficou a noite toda preservado pela polícia.

Perto de escola

A casa que foi atingida pelo monomotor fica a poucos metros de uma escola infantil. Segundo uma funcionária da Escola Municipal Meu Amor, havia 118 crianças, entre 4 e 5 anos, na hora em que foi ouvido o estrondo da queda. “As professoras falaram que ouviram um barulho, mas acharam que era uma batida de carro. Só depois descobriram o que era”, diz a funcionária que não quis se identificar.

  

A poucos metros da escola é possível ver a movimentação de pessoas por conta da queda do monomotor em Rio Preto (Foto: Bruna Alves/G1)

A poucos metros da escola é possível ver a movimentação de pessoas por conta da queda do monomotor em Rio Preto (Foto: Bruna Alves/G1)

A escola está localizada no número 355 da rua Noruega. A cerca de 80 metros, na mesma rua, está o imóvel de número 274, onde o avião caiu. A rua é perpendicular às pistas do aeroporto Professor Eribelto Manoel Reino, onde a aeronave iria pousar após sair de Tangará da Serra (MT).

 

Escola Municipal Meu Amor fica a 80 metros da casa onde monomotor caiu, matando três pessoas em Rio Preto (Foto: Reprodução/Google Street View)

Escola Municipal Meu Amor fica a 80 metros da casa onde monomotor caiu, matando três pessoas em Rio Preto (Foto: Reprodução/Google Street View)

Ronco e guinada no ar

“O avião vinha normal e deu um ronco do nada e aí deu uma desgovernada. Achamos que ia cair na praça [em frente à escola], mas ele virou do nada, deu uma guinada, e caiu entre as casas. Ele fez uma curva bem brusca”, afirma a moradora Lúcia Joles.

O gerente de loja Moisés de Almeida almoçava na praça em frente à escola municipal quando viu o avião “voando baixo”.

“Deu para ouvir que estava falhando alguma coisa no motor e [o avião] perdeu altitude. Ele jogou para esquerda, desviou de um prédio e caiu de bico”, afirma.

A dona de casa Aurora Velho de Castro mora ao lado da casa atingida e conta que ficou apavorada com o acidente. Ela, que está há 53 anos no bairro Jardim Alto Rio Preto, conta que nunca tinha visto um acidente parecido na cidade.

“Minha casa é sobrado e achei que tinha caído aqui dentro, depois só ouvi a correria. Quando fui para os fundos da casa vi que era no fundo do quintal do vizinho. Foi a quatro metros do meu quintal”, afirma.

Segundo a dona de casa, o piloto pode ter feito uma manobra para desviar da escola. “O pessoal que estava na praça disse que ele estava baixo, acharam que ia bater na escola, aí ele deu uma guinada”, diz.

 

Aurora mostra a cauda do avião que caiu, atrás das árvores (Foto: Bruna Alves/G1)

Aurora mostra a cauda do avião que caiu, atrás das árvores (Foto: Bruna Alves/G1)

Enterro

O enterro das vítimas será nesta terça. O empresário Caique Costa Caciolato será enterrado às 14h, no cemitério Jardim da Paz. O sepultamento do piloto William Rayes Sakr está marcado para as 17h, no mesmo local.

A família do médico Allysson Lima dos Santos Verciano foi a Rio PReto para buscar o corpo e levá-lo a Tangará da Serra, onde ele erá enterrado no fim da tarde.

O acidente

O avião caiu na casa de número 274 da rua Noruega, a cerca de 300 metros do aeroporto Professor Eribelto Manoel Reino, onde pousaria depois de sair de Tangará da Serra (MT). Não há informações sobre o que causou a queda.

A direção do aeroporto de Rio Preto informou que a aeronave tinha partido para a cidade matogrossensse na sexta-feira e estava retornando nesta segunda.

As imagens mostram que o bico do avião se chocou no quintal da residência. Parte da asa ficou dentro da piscina.

Segundo o site da Anac, a aeronave, de prefixo PT-DDB, é um monomotor da empresa americana Beech Aircraft e está com a matrícula regular junto ao órgão.

Bombeiros no local onde o avião caiu (Foto: Arquivo Pessoal)

Bombeiros no local onde o avião caiu (Foto: Arquivo Pessoal)

Avião caiu no quintal de uma casa (Foto: Arquivo Pessoal)

Avião caiu no quintal de uma casa (Foto: Arquivo Pessoal)

Avião caiu em casa no bairro Alto Rio Preto (Foto: Arquivo Pessoal)

Avião caiu em casa no bairro Alto Rio Preto (Foto: Arquivo Pessoal)

G1 *Colaborou, sob supervisão de Geraldo Jr.

Comentários

Comentários