Polícia ambiental apreende 5,7 quilômetros de redes de pesca em rios de Paranaíba e Aparecida do Taboado

A Polícia Militar Ambiental apreendeu 93 redes de pesca, que mediram no total 5,7 quilômetros, em uma operação realizada entre os dias 7 e 10 de agosto em rios dos municípios de Paranaíba e Aparecida do Taboado.

Uma equipe realizou a fiscalização nos rios Paranaíba, Santana e Barreiro e apreendeu 54 redes de pesca, medindo 3,3 quilômetros. Os infratores que armaram as redes não foram localizados. Foram soltos em torno de 75 quilos de peixes vivos que estavam presos às redes e recolhidos 40 quilos de peixes mortos, porém, próprios para consumo.

Outra equipe fiscalizou os rios Grandinho e córrego Brandinho e apreendeu 39 redes de pesca, medindo 2,4 quilômetros. Os infratores que armaram as redes também não foram localizados. A equipe soltou 52 quilos de pescado e recolheu 31 quilos de peixes que já estavam mortos nas redes.

Os 71 quilos de pescado recolhidos foram doados para duas instituições filantrópicas. O albergue Centro Espirita Joana D’Arque e para o Asilo Lar Vicente Marques de Queiroz.

No dia 9, outra equipe de policiais prendeu quatro suspeitos que estavam pescando com redes ilegais, apreendeu pescado, barco e motor de popa e autuou os infratores em R$ 2,8 mil.

Segundo a PMA, este tipo de fiscalização é fundamental, pois a retirada das redes ilegais dos rios impede a degradação dos cardumes.

*G1 MS

Comentários

Comentários